sábado, 12 de abril de 2014

PÊSSEGOS E PESSEGUEIROS



PÊSSEGOS E PESSEGUEIROS

Pessegueiro é árvore pequena,
Todos os anos transformada,
Nascem as flores, é um encanto,
Olhando a certa distancia
Parecem de seda bordada.

Caem as flores, desponta o fruto,
Que vai crescendo, e ganha cor,
São brancos ou amarelos
Ou por vezes bem rosados,
Cresce o tamanho, e o sabor.

São uma fruta suculenta
Que apetece sempre comer
É cheirosa, sumarenta,
E depois de bem lavada
Está pronta, é só escolher.


imagem e poema de Lídia Frade

4 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Flor de Jasmim disse...

Mais um belo poema e imagem!
Adorei Lídia minha querida.

boa semana princesa

beijinho e uma flor

Lídia disse...

ANTÓNIO BATALHA
AGRADEÇO AS SUAS PALAVRAS,A SUA VISITA, O CARINHO QUE AQUI DEIXOU NESTE MEU ESPAÇO!!!

LÍDIA FRADE

Lídia disse...

QUERIDA ADÉLIA

A TUA VISITA É SEMPRE UM MIMINHO QUE ME DEIXAS!!!

DEIXO AQUI 1 GRANDE ABRAÇO E 1 BEIJINHO!!!

LÍDIA