quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A CORDA


A CORDA



Que na vida, é um fio


É um elástico, ou um cabo


Imaginário.


Que se estica,


Para chegar aqui, ou além


Que se ata e desata também.


Que se puxa,


Sem parar, ou pensar,


Que um dia, poderá ter um fim


E que será sempre igual


Para ti, ou para mim.


A CORDA


É a linha, ou o destino


Que tem um inicio,


Que é amarra


Quando se dá um nó


De corrida


Que se ata, e desata


Que se tece, torce, e contorce,


Que enrijece, e amolece


Que desfia, e afia,


De fio pavio,


Até que nos prende


Á vida, por um fio.

2 comentários:

flor de jasmim disse...

Lindo tão profundo e tão real. Dá para pensar e meditar. Obrigado pela partilha.
Um beijinho

Lídia disse...

Obrigado Flor

Com uma realidade um pouco abestrata!!!
Mas está lá tudo!!!

1 beijo Lídia