quarta-feira, 16 de março de 2011

"OS SES ATUAIS"






SE


Se caindo na boca de serpentes,

Nós ficarmos hibernados… mas intactos,

Não fazendo… esse lançar de sementes,

Para mudar!... Nas nossas vidas, os factos.


Só lutando vencemos… os ideais descontentes,

Eu não quero acreditar!… Em Portugueses fatais

Se quisermos!…Seremos , muito mais crentes,

Mais num fado “corrido”ou fado "cravo” sem ais.


A música seria outra, mais alegria no cantar!

Com passos firmes, de cabeça levantada

Mostrando assim na força, um novo caminhar,


Por uma Pátria refrescada, bem mais amada

Refazendo alguns bens, perdidos no caminhar

Para um queimar de vez, a podridão desenfreada.

LÍDIA FRADE

2 comentários:

flor de jasmim disse...

Lidia
com um belo poema diz tudo. Eu queria não deixar de acreditar, mas está sendo difícil, parece que os Portugueses estão a perder o brio.
Beijinho

Lídia disse...

OBRIGADO FLOR!!!

SE TEMOS DE CAMINHAR EM FRENTE!!!
QUE SEJA COM UM SENTIMENTO POSITIVO, AJUDA A ULTRAPASSAR QUALQUER SITUAÇÃO DOLOROSA.

A RESISTÊNCIA HUMANA ULTRAPASSA O PENSAMENTO.
1 BEIJO LÍDIA